Ação Cultural inicia restauro de três monumentos históricos de Cuiabá

Nesta semana iniciaram as obras de restauro do Chafariz do Mundéu da Praça Bispo, a Estátua da Maria Taquara na Prainha e o Obelisco em comemoração ao bicentenário de Cuiabá, localizado na praça do Porto.

Restauração das grades de ferro do chafariz do mundéuRestauração dos portões de ferro do Chafariz do Mundéu

O projeto Monumentos históricos – Cuiabá 300 anos foi criado pela Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso com objeto de restaurar os monumentos históricos da cidade em comemoração aos seus 300 anos. A iniciativa conta com recursos da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo. Além das revitalizações dos monumentos, estão previstas ações de educação patrimonial.

Remoção de vegetação na abóbada e cimalha do Chafariz com produto dessecante

Viviene Lozi, diretora da Ação Cultural, comenta que o levantamento arquitetônico e o diagnóstico para elaboração dos projetos só foram possíveis graças ao trabalho minucioso de uma ampla equipe formada por arquitetos, restauradores, historiadores e peritos, todos especialistas. Antes de porem a mão na massa, os projetos de restauro dos monumentos tombados passaram por uma rigorosa avaliação, por meio de critérios técnicos dos órgãos responsáveis pela preservação do patrimônio histórico e arquitetônico, que em nível estadual a análise é da Coordenação de patrimônio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso e na esfera federal fica a cargo do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Com as autorizações em mãos, incluindo a ordem de serviços, os trabalhos de recuperação dos monumentos têm previsão de término em até 60 dias, acrescenta a diretora.

Jateamento de areia para remoção de todas as impurezas na superfície da estátua de Maria Taquara

Para o secretário de cultura Francisco Vuolo, preservar a nossa história auxilia os mais jovens e as próximas gerações a compreender a importância sobre tradições e saberes da cultura cuiabana, além de servir como importante fonte de pesquisa, já que cada monumento possui características singulares. Estamos orgulhosos de restaurar esses importantes monumentos tão relevantes para nossa população.

Preparação da base de ardósia do Obelisco para remoção de sujeiras incrustadas e pichação

O Chafariz do Mundéu é tombado como patrimônio histórico Estadual por meio da Portaria nº 32/79 de 07/01/1980. O seu entorno, incluindo a praça Bispo possui tombamento em nível federal pelo IPHAN através da Portaria nº 10 de 04/11/1992 como conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Cuiabá.

Remoção de reboco solto na abóbada e cimalha do Chafariz

Na praça Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, que integra a área do conjunto arquitetônico do antigo Distrito D. Pedro II, tombada conforme a Portaria nº 035/SEC/2007 encontra-se o Obelisco.

Tratamento da ardósia do Obelisco

O monumento da Maria Taquara não é tombado, mas está localizado na praça que foi revitalizada pela Prefeitura de Cuiabá, incluindo novas estruturas nos pontos de ônibus em formato de containers.

Aplicação de fundo protetor contra ferrugem na estátua da Maria Taquara

Com objetivo de desenvolver projetos de preservação e processamento técnico, de conservação e restauração de acervos museológicos, bibliográficos e arquivísticos para museus, bibliotecas, arquivos públicos, assim como, restauração de bens móveis e imóveis, a Ação cultural, possui experiência em restauro desde 2006, quando restaurou o prédio do Seminário da Conceição, local que abriga o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso e a Fundação Bom Jesus. Recuperou parte do mobiliário pertencente a Dom Aquino Corrêa, além de montagem e restauração dos 4 altares remanescentes da antiga Catedral demolida em 1968.

Ficha Técnica:

Arquiteta responsável:  Berenice Pinto da Costa Rodrigues
Arquiteto colaborador: André Marques de Mello Campos
Restaurador: Frede Horteli Fogaça                   

Responsável de obras: JCS Prestadora de Serviços
Responsável técnico iluminação: Hiald Iluminação
Historiadoras: Neila Maria de Souza Barreto / Kawany Stephany da Silva
Conservadora e Perita em Obra de Arte: Viviene Lozi Rodrigues

 

Autorização: Ordem de Serviço nº 005/2019 SMCT

Pareceres Técnicos: nº 32 e 33/2019 CPC/SECEL MT / nº 104/2019 IPHAN MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *