A Ação Cultural – Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso, doravante denominada Ação Cultural é uma Associação civil de direito privado sem fins lucrativos, regida pelo presente estatuto e pelas disposições legais que lhe couberem.

A AÇÃO CULTURAL tem como missão estimular, difundir e preservar o patrimônio cultural das comunidades observando e respeitando a diversidade e identidade, através do desenvolvimento de políticas, territórios, mapeamentos, pesquisas, consultorias, ações, projetos nas áreas da cultura, educação, turismo, social, meio ambiente e esporte, em uma perspectiva transversal, independente e em associação com outras instituições governamentais e não governamentais, buscando a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

A AÇÃO CULTURAL tem como objetivos:
– Elaborar, pesquisar, planejar, executar, produzir, apoiar e incentivar ações e projetos ligados ao desenvolvimento da economia criativa, economia da cultura, o mercado interno e o consumo, sustentabilidade econômica da produção cultural local e nacional, empreendimentos criativos e inovadores relacionados aos setores da economia criativa, incubadora para incubação de empreendimentos, intercâmbio nacional e internacional tecnológico e a exportação de bens, serviços e conteúdos culturais;

– Produzir, promover, difundir, evidenciar, incentivar, diagnosticar e desenvolver projetos de desenvolvimento da cultura, visando expandir o seu alcance, através de todas as formas de publicação, difusão e materialização do fazer artístico voltado para infância e juventude, à memória social, gênero, grupos étnicos, LGBT, culturas minoritárias, a educação para as artes e a função social e educativa do patrimônio cultural;

– Evidenciar, mapear, pesquisar, planejar ações e informar a capacidade do setor e da produção cultural como gerador de rendas e empregos, inserindo-a no contexto econômico da sociedade, seja nas indústrias culturais, nas atividades artísticas e artesanais que garantem insumos ou o aparato tecnológico que dá suporte a diversas atividades culturais numa perspectiva econômica;

– Elaborar, planejar, executar, produzir, incentivar e apoiar projetos de divulgação, fruição, proteção e preservação do patrimônio cultural, material e imaterial, nos formatos de eventos, publicações, pesquisas, mostras, feiras, festas, festivais, shows, exposições, oficinas, palestras, workshops, simpósios, seminários, colóquios, cursos e capacitação em todos os níveis, além de outras formas de manifestação;

– Planejar, executar e incentivar ações e projetos de desenvolvimento do turismo cultural visando o fortalecimento das atividades turísticas relacionadas à vivência do conjunto de elementos significativos do patrimônio histórico e cultural e dos eventos culturais, valorizando e promovendo os bens materiais e imateriais da cultura na sua diversidade de valor histórico, artístico, científico e simbólico que são passíveis de tornarem-se atrações turísticas, tais como: arquivos, edificações, conjuntos urbanísticos, parques, paisagens naturais, sítios arqueológicos, ruínas, museus; e manifestações como música, gastronomia, artes visuais e cênicas, festas e celebrações; e as manifestações temporárias como os eventos gastronômicos, religiosos, musicais, de dança, de teatro, de cinema, exposições de arte, de artesanato e outros, além de outros recortes como turismo cívico, religioso, místico/esotérico e étnico, o que gera amplas oportunidades para desenvolver roteiros adaptados a diversos gostos e necessidades, tanto do turista nacional quanto do estrangeiro. Desenvolver ações e projetos para os atrativos do turismo cultural, tais como: sítios históricos – centros históricos, quilombos, edificações especiais – arquitetura, ruínas, obras de arte, espaços e instituições culturais – museus, casas de cultura, festas, festivais e celebrações locais, gastronomia típica, artesanato e produtos típicos, música, dança, circo, teatro, cinema, feiras e mercados tradicionais, saberes e fazeres – causos, trabalhos manuais, realizações artísticas – exposições, ateliês, eventos programados – feiras e outras realizações artísticas, culturais, gastronômicas e outros que se enquadrem na temática cultural;

– Planejar, construir, ampliar, organizar e administrar os bens públicos sob sua responsabilidade através de convênios, termos de parceria e contratos de gestão, com objetivo de aperfeiçoar a consecução dos seus objetivos;

– Produzir e incentivar as produções filmográficas, videográficas e de outros recursos audiovisuais sobre aspectos das áreas ligadas a associação;

– Editar, produzir e elaborar livros, revistas, outras produções gráficas e demais mídias relacionadas com a produção técnico-científica da associação, especialmente nas áreas da cultura, arte, educação, museologia, história, comunicação, arquitetura e cultura digital e segmentos da produção cultural, tais como: museu, arquivo, teatro, circo, dança, música, artes visuais, audiovisual, cultura popular, moda, arquitetura e urbanismo, cultura digital, design, artesanato, literatura, cultura afro-brasileira e indígena, patrimônio material e imaterial;

– Apoiar e desenvolver projetos de preservação e processamento técnico, de conservação e restauração de acervos museológicos, bibliográficos e arquivísticos para museus, bibliotecas, arquivos públicos e congêneres, assim como, restauração de bens móveis e imóveis, através do reconhecimento e da valorização da sua diversidade cultural, étnica e regional;

– Promover atividades e finalidades de relevância pública e social.