Prêmios

A Ação Cultural recebeu os prêmios listados abaixo em atuação a Política do Cultura Viva pelo Ministério da Cultua do Brasil.

– Pontinho de Leitura – Poesia Necessária – MinC: A Ação Cultural recebeu mais de cinco mil exemplares de livros paradidáticos e ainda continua recebendo livros da Biblioteca Nacional nas temáticas de patrimônio, museus, literatura e artes visuais onde mantem em sua sub sede em Cuiabá uma biblioteca e videoteca.

– Pontão: Ação Cultural em Rede – MinC: O Pontão Ação Cultural em Rede foi implementado no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso em 2009, logo após a reabertura do Museu em dezembro de 2008, que estava fechado por duas décadas, e durante cinco anos a instituição desenvolveu ações neste espaço museológico direcionados para o restauro de seu acervo e do prédio Seminário Nossa Senhora da Conceição. O Pontão possibilitou através deste projeto formações para a comunidade e pontos de cultura nas áreas de artes cênicas, música, literatura, cultura digital, gestão de equipamentos culturais, digitalização de acervo, educação museal, planejamento e gestão para o terceiro setor, web rádio, tv e designer, além de produção de conteúdo para o “Portal Ação Cultural em Rede” e quatro edições imprensas da revista “PONTO”.

– Prêmio de Mídias Livre – MinC: Foi premiado pelas edições 1, 2 e 3 da Revista “PONTO” e do Portal Ação Cultural em Rede que visa proporcionar aos Pontos de Cultura que formam a Rede de Mato Grosso um instrumento de divulgação, circulação, registro e fruição dos mais diversos tipos de serviços, produtos e atividades desenvolvidas pela política do Cultura Viva no território de Mato Grosso.

– Prêmio Cultura Digital – MinC: A Ação Cultural foi premiada em 2010 para executar o Projeto Intercâmbio Digital, que tratava de uma itinerância com uma equipe especializada em conhecimentos na área da cultura digital para oferecer oficinas e workshops com intuito de capacitar agentes culturais em cinco pontos de cultura de cinco cidades de Mato Grosso.

– Prêmio História de Ponto de Cultura – MinC: Foi premiado em 2010 com a História do Pontinho de Leitura e do Poeta Antônio Sodré (in memoriam), foi descrita a sua atuação como o “poeta da transmutação” e sua relação com a literatura, música, livreiro e com o projeto Poesia Necessária, desenvolvido desde 2006 em escolas públicas de Cuiabá, onde utilizando a educação não formal para o ensino da literatura regional, produção de texto, poesia, interpretação, declamação e fotografia.

– Circuito Cultural Pontos do Mato – Cultura na Copa 2014 – MinC: O Circuito Cultural Pontos do Mato foi realizado em 2014 por 6 instituições parceiras pontos de cultura, cada qual com seus respectivos espaços estruturados com museu, sala de multiuso, lona de circo, pátios com jardins e porto com abertura para o rio Cuiabá. Pontos de Cultura e espaços que foram envolvidos: 1) Museu da Pré-História – Casa Dom Aquino / Ponto de Cultura Casa Dom Aquino; 2) Museu de Arte Sacra de Mato Grosso / Pontão de Cultura Ação Cultural em Rede; 3) Praça Chico Jacaré e Centro Cultural Chum Chum / Ponto de Cultura Circo Escola Leite de Pedras; 4) Museu do Morro da Caixa d´Água Velha/ Ponto de Cultura Ciranda; 5) Instituto dos Cegos do Estado de Mato Grosso / Ponto de Cultura “Cultura para Ver”; 6) Instituto PM Mão Amiga – Ponto de Cultura Mandala Mão Amiga. O período de realização foi de 10 a 29 de junho de 2014 que promoveu um tour cultural com translado de ônibus entre os pontos partindo de dois endereços: Arena Pantanal (estádio) e FIFA FAN FEST para os lugares acima mencionados. Foram criados os seguintes produtos nessa ação: exposições, apresentações culturais, encontros, material impresso em braile, português, Inglês e espanhol, além de áudio guias dos espaços envolvidos. Os visitantes eram acompanhados por mediadores deficientes visuais e bilíngues dos pontos de cultura “Mandala Mão Amiga” e “Cultura para Ver”.

– Ponto Poesia Necessária – MinC e Rede de Pontos de Cultura de Mato Grosso: Em 2017 a Ação Cultural foi selecionada para compor a rede de pontos de Cultura de Mato Grosso para atuar na temática voltada à garantia dos direitos de ler, escrever e de se expressar e assim atuando para o preenchimento do tempo ocioso, suicídio e no combate contra as drogas entre pré-adolescentes e adolescentes de 11 a 18 anos. Por meio da inclusão dos mesmos em atividades de educação não formal voltadas para a produção poética, sejam elas expressada através de um poema, poesia ou fotografia. O Poesia Necessária vem para preencher uma lacuna propondo um maior aproveitamento da leitura e literatura no ambiente escolar, sendo as mesmas ferramentas capazes de despertar no aluno inspiração e criatividade, se manifestando na leitura, criação de textos, poesias e versos, melhorando o desempenho dentro e fora de sala de aula. A iniciativa se articula na formação de leitores autônomos e críticos capazes de ler e escrever, além de constituir-se em um espaço lúdico-educativo, que contempla os âmbitos cultural, social e educacional. O projeto tem a educação como matéria-prima, alimento fundamental para o crescimento intelectual do homem, contribuindo na formação de cidadãos mais conscientes. Por meio dessas atividades, propõe-se uma ação transformadora, pessoal e social dos participantes, minimizando a vulnerabilidade nesses aspectos e assegurando o direito cultural e o sucesso escolar. O projeto estará estruturalmente preparado e aberto para receber a comunidade escolhida. Os participantes não serão apenas receptores do conteúdo, a metodologia permitirá a interação e será construída ao longo do trabalho. Serão realizados pequenos eventos com o envolvimento de toda a comunidade, nos processos tanto de organização, quanto participação, não sendo uma ação isolada.