image

Nós somos a Ação Cultural

HÁ 23 ANOS TRANSFORMANDO VIDAS ATRAVÉS DA CULTURA​

NOTÍCIA

Obra inédita do artista plástico Adir Sodré será reproduzida no coreto da praça 8 de abril

A famosa praça 8 de abril, conhecida também como a praça do Choppão, será palco de mais uma homenagem nesse mês de agosto. Desta vez, o mural do coreto ficará eternizado com uma pintura inédita deixada pelo artista plástico Adir Sodré, falecido em 2020.

Com dimensões originais de 68,5 x 200 cm, a pintura foi feita na técnica acrílica sobre tela e não possui título e nem data. A partir desse material, o publicitário Ricardo Miguel Carrion Carrecedo reproduziu digitalmente e em alta resolução a obra do artista. Já a reprodução em grandes dimensões ficará a cargo do artista plástico Luzinan Alves de Oliveira, especialista nesse tipo de pintura.

“Inicialmente será realizado a preparação do mural com remoção de textura, lixamento, aplicação de fundo preparador e selador para depois, fazermos a pintura do muro na cor branco neve. Depois, entra a reprodução fiel dos traços e cores, já que utilizaremos a paleta de cores do Adir”, comenta o artista.

A Ação Cultural, foi contratada pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer – SMCEL onde assinaram o contrato para reprodução de pintura com a autorização da filha do artista, Nina Sodré.

Viviene Lozi, diretora executiva da Ação Cultural, lembra que “Adir sempre foi um grande amigo e parceiro. “Trabalhamos juntos e com seu irmão Antônio Sodré no projeto Poesia Necessária e na pintura da Via Sacra Contemporânea, onde ele pintou três estações que podem ser admiradas no muro de arrimo do Complexo onde abriga a Igreja do Bom Despacho e o Museu de Arte Sacra que é gerenciado por nós”.

O Secretário da SMCEL, Aluízio Leite pondera que o Executivo Municipal reconhece o valor histórico da arte deste importante artista não só para Cuiabá, mas para o mundo. “Essa obra a ser pintada também afirma que esse espaço junto ao coreto da praça sempre foi do Adir Sodré”.

Homenagem

Adir Sodré nasceu, em 1962, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, mas passou quase toda a vida na capital. Ele foi um desenhista e pintor que iniciou a carreira no Atelier Livre da Fundação Cultural de Mato Grosso.

Saiba mais sobre Adir Sodré e suas obras aqui

Rolar para cima