PROJETOS EM ANDAMENTO

entre em contato conosco e saiba como apoiar.

SEMEADORES

Aprovado na Lei Rouanet – artigo 18, o livro Semeadores será publicado com fotos de Mário Friedlander e textos dos historiadores Prof. Dr. João Antônio Botelho Lucídio e Prof. Luiz Erardi e apresenta uma pesquisa com imagens históricas, atuais, depoimentos de colonizadores e retirantes, oriundos de Norte a Sul do Brasil, além de trabalhadores dos campos agrícolas de Mato Grosso. Contudo, evidenciar as histórias, causos, manifestações e tradições culturais. Realizaremos uma exposição fotográfica que percorrerá cidades polos da agricultura mato-grossense, com destaque para as imagens e textos do livro.

 

CURSO DE ARTES VISUAIS PARA ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, o objetivo do projeto é a realização de curso nas áreas de Design de Produtos, Grafite, Design Gráfico, Fotografia, Pintura sobre cavalete, Técnica de mosaico em pastilha, Serigrafia/Stencil, tendo público alvo adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos em situação de vulnerabilidade social no municipio de Sinop/MT. Todos os cursos serão ofertados gratuitamente.

 

CORES SANTA MARIA MÃE DE DEUS

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, a exposição permanente Cores da Santa Maria Mãe de Deus será realizada em Matupá, com obras sacras da artista plástica Mari Bueno utilizando a técnica mosaico em vidro e mosaico sobre concreto. A mostra será aberta ao público. Além da exposição, teremos palestras a estudantes da rede pública de ensino com acesso gratuito.

 

CORES DE NOSSA SENHORA APARECIDA

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, realizaremos na Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Tapurah a exposição permanente obras da artista plástica Mari Bueno. Serão confeccionados um conjunto de vitrais, rosácea, cruz de vidro e painéis utilizando as técnicas mosaico sobre vidro, sobre concreto e pintura. Proveremos palestras a estudantes da rede pública de ensino com acesso gratuito.

 

CORES DE SÃO FRANCISCO

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, A exposição permanente Cores de São Francisco será realizada na cidade de Caxias no Maranhão com obras sacras da artista Mari Bueno e serão confeccionados um conjunto de obras com técnica mista envolvendo criação de vitrais, mosaico, pintura sobre paredes e azulejos, pinturas com mosaico e pinturas sobre madeira, sendo: vitrais, mosaico, via sacra, Pintura sobre paredes e azulejos, pinturas com mosaico, pinturas sobre madeira e azulejos.

 

@CUIABA300iMAGENS

Será o primeiro documentário fotográfico colaborativo de “Cuiabá” via Instagram. Assim, as pessoas poderão declarar seu amor, levando em conta características, belezas e contradições de uma cidade que emana alegria,  cresce e se desenvolve. E o que são 300 fotos? Para nós, é sempre uma nova chance de fazer melhor e de mostrar uma Cuiabá cada vez mais bela e forte. O projeto prevê o lançamento de um livro que será uma pequena fração da comunidade de milhares de pessoas que tornará isso possível, além de uma exposição com as fotos selecionadas.

 

 

POESIA NECESSÁRIA – 4ª EDIÇÃO

O Poesia Necessária vem para preencher uma lacuna propondo um maior aproveitamento da leitura, interpretação e a produção de crônicas no ambiente escolar, sendo as mesmas ferramentas capazes de despertar no aluno inspiração e criatividade, se manifestando na leitura, criação de textos, poesias e versos, melhorando o desempenho dentro e fora de sala de aula. A iniciativa se articula na formação de leitores autônomos e críticos capazes de ler e escrever, além de constituir-se em um espaço lúdico e de educação não formal, que contempla os âmbitos cultural, social e educacional. O projeto tem a educação e cultura como matéria-prima, alimento fundamental para o crescimento intelectual do homem, contribuindo na formação de cidadãos mais conscientes. Para esta nova fase, o Poesia Necessária agregou algumas novidades a sua metodologia inicial. Além das habituais atividades de leitura, criação e produção poética, foram acrescidas oficinas de fotografia e cultura digital, nesta última os participantes desenvolvem blogs, são capacitados para o uso das mídias sociais. As novas ferramentas têm como base as criações produzidas durante as aulas de poesia, onde um é subsídio para o outro, interligando não só as ações do projeto como também as demais atividades promovidas pelas escolas.

 

HISTÓRIA E MEMÓRIA DAS MULHERES MIGRANTES

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, o livro História e Memoria das Mulheres Migrantes contará com depoimentos das mulheres sobre a importância de suas lembranças e tradições relacionadas a suas histórias na formação cultural do município de Lucas do Rio Verde. Com textos de Maria Cristina Rodrigues Fernandes, todo o material também será disponibilizado em formato e-pub e prevê a realização de uma exposição fotográfica. As mulheres contam a história vivida e sofrida por elas. Suas lembranças se prendem a antigas recordações e traduzem a dor de deixar a família em outro estado para migrar para o Norte de Mato Grosso. Cada relato, desse modo, fala um pouco dos sabores e dessabores, da tradição cultural que era realizada na casa dos pais, dos tios, dos avós, terras muitas vezes distantes de Mato Grosso. O registro  se funde à memoria gustativa e familiar das entrevistadas, suas lembranças sobre a infância, alimentação em família, ajuda a compreender os hábitos que hoje elas procuram repassar a seus filhos – e que suas filhas certamente procurarão repassar a seus netos.

 

MUSEU CUIABÁ 300 – DIGITAL, IMERSIVO E INTERATIVO

Em parceria com a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria dos 300 anos, será implantado o Museu Cuiabá  no projeto de requalificação do Morro da Luz. O Museu terá toda a sua estrutura em formato digital, imersivo e interativo.

 

SENTINELA DA TRADIÇÃO

Aprovado na Lei Rouanet, artigo 18, o projeto pretende realizar oficinas de dança tradicional gaúcha e de salão, seguidas da montagem de um espetáculo de dança do CTG Sentinela da Tradição de Lucas do Rio Verde com circulação e apresentações abertas ao público por cidades de Mato Grosso, além de proporcionar uma palestra sobre a cultura tradicional gaúcha no século XXI para instituições de ensino público dos municípios integrantes da circulação.

VIA SACRA CONTEMPORÂNEA – REVITALIZAÇÃO

Restaurar a obra Via Sacra Contemporânea que mede cerca de 1.000 m², pintada pelos artistas mato-grossenses Adir Sodré, Benedito Nunes, Gervane de Paula, Jonas Barros e Regina Pena no muro do Complexo Seminário da Conceição na região central em parceria com a Prefeitura de Cuiabá. A iniciativa idealizada pela Ação Cultural foi um dos 10 projetos contemplados pelo Edital Arte e Patrimônio 2009, realizado pelo Paço Imperial do Rio de Janeiro em conjunto com o IPHAN e patrocínio da Petrobrás, Porto Seguro e Ministério da Cultura.

 

CORES DE SANTO ANTÔNIO

Aprovado pela Lei Rouanet, artigo 18, o Cores de Santo Antônio consiste na montagem de uma exposição de longa duração, a serem feitas pela artista plástica Mari Bueno, na Igreja de Santo Antônio, em Sinop (MT): sendo um conjunto de obras com as técnicas de mosaicos sobre vidro, pinturas e mosaicos sobre alvenaria. O projeto encontra-se em fase final de captação e execução e terá sua inauguração prevista para junho de 2018.

 

CORES DA ROSA MÍSTICA

Aprovado pela Lei Rouanet, artigo 18, as obras inauguradas na Igreja Rosa Mística em Lucas do Rio Verde o projeto foi finalizado e inaugurado em 2015 com três exposições permanentes sendo: 8 vitrais figurativos e 4 oitões feitos artesanalmente que homenageiam as mulheres relevantes da história da salvação, a exemplo de Maria mãe de todos, 1 cruz de vidro, além das pinturas artísticas de 4 painéis com os significados das cores da Rosa Mística e a confecção de 15 obras da Via Sacra em pastilha de vidro.

 

CÁCERES – PRINCESINHA DO PARAGUAI

O livro Cáceres – Princesinha do Paraguai, com fotografias de Rai Reis é em uma homenagem aos 240 anos
do município e seguirá a seguinte estrutura editorial: cidade, arquitetura, casarões, pessoas, economia, fazendas antigas, rio Paraguai, manifestações culturais e religiosas.

O lançamento da obra está prevista para Junho de 2018.

 

ÁLBUM DE FIGURINHAS – 300 ANOS DE CUIABÁ

Confeccionaremos um álbum com figurinhas autoadesivas contendo imagens da identidade cultural cuiabana em homenagem a comemoração dos 300 anos de Cuiabá com os temas: personalidades, edificações, culinária tradicional, dança tradicional, festas religiosas, ícones materiais e imateriais, além do linguajar cuiabano.

 

 

 

1º CONCURSO DE POEMAS, CRÔNICAS E CONTOS

A 1ª edição do Concurso de Poemas, Crônicas e Contos será voltado para estudantes de Escolas Públicas de Mato Grosso em homenagem aos 270 anos do Estado, com o tema “Amo Mato Grosso”. O objetivo será promover a reflexão e despertar a inquietação nos alunos para a construção de um Estado melhor para se viver. Um livro será publicado e um juri especializado premiará as 10 melhores produções de cada gênero.

 

OLHAR INDÍGENA

“Olhar indígena” tem como intuito possibilitar ao público em geral o acesso um painel significativo da fotografia da natureza mato-grossense, centralizado na presença dos indígenas habitantes destas terras por meio da produção de um livro do fotógrafo Antônio Carlos Ferreira Banavita, com textos de 11 escritores indígenas Daniel Cabixi, Darlene Taukane, Felix Bororo, Ailton Krenak, Edson Krenak, Edson Kayapo, Justino Sarmento, Marcos Terena, Naine Terena e Domingos Manhoro, incluíndo apresentação de Daniel Munduruku, que compõe-se de fotos do autor relativas a rituais, lendas e outros eventos culturais com ensinamentos indígenas das etnias de Mato Grosso e de outras regiões do Brasil, compondo um painel significativo desse universo. A obra será editada em português, francês e italiano.

 

CARAVANA DA LITERATURA MATO-GROSSENSE

A Caravana levará o livro, a leitura, metodologias, além do acesso às obras e escritores que farão contato com as comunidades escolares dos municípios escolhidos, possibilitando doação, aquisição e lançamento de novos títulos, além de capacitações à professores e alunos. O projeto promoverá uma discussão transdisciplinar fundamentada no pensamento de reflexão sobre as obras em relação às possibilidades que elas abrem para o trabalho pedagógico nas comunidades escolares. Circularemos por 12 cidades do interior do Estado de Mato Grosso que estão subdivididas nos polos de Juína, Alta Floresta, Vila Rica, Barra do Garças, Rondonópolis, Cuiabá/Várzea Grande, Cáceres, Tangará da Serra, Diamantino, Sorriso, Juara e Sinop.

 

BAILE DE DANÇAS CIRCULARES SAGRADAS

O Movimento da Dança Circular Sagrada busca integrar pessoas que dão as mãos em roda para dançar. Com passos ensinados pela (o) focalizadora (o) e no embalo de diferentes ritmos ela promove bem estar e alegria, dentre inúmeros benefícios, é um excelente instrumento de autoconhecimento, facilita a coordenação motora, concentração, memória, desenvolve a autoconfiança e a criatividade. O projeto do Baile visa à integração entre pessoas que buscam atividades alternativas durante o final do ano em Chapada dos Guimarães. Durante dois anos foi realizado na residência da focalizadora Maria José de forma independente, com diversos participantes das Rodas de dança de Cuiabá, bem como a participação da focalizadora Solange Moreschi, que desenvolve dança a mais de 15 anos na capital. Para o próximo, as atividades deverão ser realizadas em espaço amplo, com o objetivo de apresentar as Danças Circulares Sagradas ao maior número de pessoas, onde não haverá obrigatoriedade de se saber dançar, são atividades de integração onde todos podem chegar e entrar na roda.


HIDROVIA PARAGUAI PARANÁ

Realizar uma expedição que navegará pela  Hidrovia Paraguai-Paraná, saindo do solo brasileiro de Cáceres em Mato Grosso, passando por Corumbá em Mato Grosso do Sul, seguindo em direção ao Paraguai, Argentina até Nueva Palmira no Uruguai levando profissionais da área de comunicação, com apoio científico das universidades que estão estabelecidas as margens da hidrovia e convidados que contribuirão para temas relevantes e pertinentes a determinadas áreas do conhecimento científico, e temas mais relevantes da hidrovia, sejam na área de cultura, meio ambiente, história, economia, logística, segurança e turismo.